Um servindo ao outro na quarentena

0
239

“Não será assim entre vocês. Pelo contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá estar pronto para servir” Marcos 10.43

Um longo tempo de confinamento gera estresse de relacionamentos. Jesus reuniu para si doze homens durante três anos. Eles estavam juntos 24 horas por dia. Viajavam juntos, hospedavam-se numa mesma casa, alimentavam-se juntos.

Depois de algum tempo, eles já não suportavam mais uns aos outros. A competição, o individualismo, a falta de visão de equipe, levaram a um estresse e a uma discussão violenta. Dez ficaram indignados com os irmãos Tiago e João.

Jesus, rapidamente age e apazigua aquela discussão. Ensina que não há no grupo um melhor do que o outro – um que deve servir e outro que deve ser servido.

Como se torna pesada uma quarentena em que as pessoas confinadas querem ser servidas e não querem ajudar. Uma pessoa sobrecarregada e outras agindo como visitantes.

Jesus mostra a virtude do ajuntamento cristão. Um ajudar o outro, um suportar o outro, um apoiar o outro. Em vez de esperar um grito de socorro, que tal apresentar-se para ajudar? Foi exatamente o que Jesus ensinou!

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena