O tamanho do amor de Deus

0
37

Costumamos pensar em amor como um sentimento, uma emoção que pode ser muito intensa (muito amor) ou menos intensa (pouco amor). Não é assim com Deus. Seu amor não é emotivo ou sentimental, mas uma atitude amorosa.

Uma extraordinária demonstração de amor, é isso que o apóstolo Paulo descreve em Romanos 5.8: “Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”. O amor de Deus não se restringiu a palavras, versos e prosas, mas foi levado às últimas consequências. Em uma atitude de extrema e constrangedora manifestação de amor, o Pai deu o seu Filho unigênito para morrer em lugar da humanidade perdida (João 3.16).

Para que o homem perdido fosse reconciliado com Deus, o seu amor foi além do que se poderia imaginar: Ele se deu por nós, pagando o preço de nossos pecados na cruz de Cristo. O amor de quem se esvaziou, renunciou, se humilhou até a morte, para trazer Salvação, perdão, reconciliação e resgate. E tudo isso sem que merecêssemos… Porque Ele me amou, tenho vida eterna com Ele.

Porque me amou a ponto de dar a vida por mim, dedicarei a Ele tudo o que tenho e sou, resoluta e irrestritamente, não apenas em palavras e canções, mas também em atitude, ação, consagração e obediência amorosa e feliz. Porque Ele me amou!

Ore para que mais pessoas venham a conhecer o tamanho do amor de Deus.

Samuel Moutta
Gerente Executivo de Missões