O toque maravilhoso de Jesus

0
31

“Aproximando-se, Jesus tocou no caixão, quando pararam os que o levavam”. Lucas 7.14

Um judeu não poderia tocar em um corpo morto, nem no objeto fúnebre onde o corpo estava depositado, pois, assim fazendo, se tornaria imundo. O sacerdote não poderia fazer isso nem mesmo por um parente próximo, quanto mais por um estranho. Era natural e compreensível manter uma distância de segurança, mais ou menos como estamos fazendo agora por conta da pandemia.

Jesus, porém, quebrou os protocolos religiosos e sanitários de sua época e se aproximou do menino morto. Ele estava tão profundamente sensibilizado com o choro daquela mãe, tão cheio de compaixão por ela, que se aproximou do cortejo fúnebre, colocando-se ao lado do caixão e tocando-o. E não foi Jesus que ficou imundo, mas foi o menino que voltou à vida!

Quando clamamos, Jesus se aproxima e toca bem no nosso problema. Ele não tem medo, pois é maior que tudo. Não há nada difícil demais para Ele, nem situação alguma que não possa transformar. Jesus não fica distante, insensível à nossa dor, mas está conosco, bem pertinho de nós.

Acho interessante que Jesus não delegou essa tarefa a nenhum dos discípulos. Ele se importou pessoalmente com a causa daquela mãe a ponto de interromper sua agenda, parar seu percurso, mudar seu trajeto, embrenhar-se naquela multidão, aproximar-se do menino morto e tocar-lhe.

Jesus está atento à situação de seus filhos. Ele está perto e pessoalmente ocupado em tocar seus corações para dar-lhes a vida eterna. Quando você ora pela salvação deles, você está em total concordância com a vontade de Deus, que quer a salvação de todos, como vemos em 1Timóteo 2.4 e 2Pedro 3.9. Então, persevere em clamar pelo divino toque transformador no coração de seus filhos.

Vamos orar para que Jesus toque nossos filhos que porventura estejam mortos espiritualmente.

Crianças em Oração – Jesus não ficou parado vendo a mulher chorar. Ele também não seguiu o seu caminho e deixou tudo como já estava. Jesus caminhou em direção ao filho dela, passou por todas aquelas pessoas que estavam na rua, colocou a mão no lugar onde o menino morto estava e falou com ele. Você já sabe, por todas as histórias que vimos ao longo desse mês, que, quando Jesus colocava a mão e falava, alguma coisa especial acontecia. Amanhã vamos descobrir o que Jesus falou e o que aconteceu.

Hoje, não conseguimos ver Jesus nem sentir que Ele está colocando a mão em nós. Isso não quer dizer que Ele esteja longe. Pelo contrário, quer dizer que Ele pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Jesus continua se importando e cuidando de nós.

Agradeça a Jesus pelo seu amor. Fale com Ele como você o ama e é feliz por Ele sempre estar por perto cuidando de você e de sua família.

#fiqueemfamília