“Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade.”

0
41

“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade.” Marcos 9.23-24

“Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade” – essa foi a declaração daquele pai, e Jesus atendeu ao seu clamor. Mas, sejamos bem honestos, quantas vezes nós estamos como esse pai, quando passamos por algumas circunstâncias difíceis: “Senhor, me ajuda a crer neste dia”.

Quantos pais não estão hoje como esse homem, em angústia por causa dos filhos! Quantas famílias estão sofrendo hoje! Pais chorando noites adentro esperando seus filhos chegarem, muitas vezes sequer sabendo onde estão! Assim como nos dias de Jesus, há muitos pais, em nossos dias, na mesma situação do pai da história, que chegam a um ponto de não terem mais forças para continuar acreditando. Mas Jesus convida cada pai a continuar crendo que o milagre é possível: “Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê”.

Certa vez li uma história que guardei no coração. Uma mãe pediu oração, em sua igreja, por um filho que estava se envolvendo com pessoas erradas. Contudo, com o passar do tempo, o rapaz não apresentava nenhuma melhora. Então, decidiu pedir oração em todas as igrejas que ela conhecia, mas, para sua tristeza, seu filho piorava cada vez mais. Muito cansada de sofrer e já sem esperança de alguma mudança, tomou uma decisão radical: não vou orar mais pelo meu filho. Ela comunicou a decisão ao pastor: “Pastor, não ore mais pelo meu filho. Eu já perdi a esperança. Ele não tem jeito”.

Certa vez, ela estava chegando da igreja, quando o encontrou na cozinha muito assustado: – Mãe, tive um sonho muito estranho. Sonhei que estava em um poço muito fundo, quase morrendo e pedindo ajuda desesperado, e ninguém me ajudava. Foi quando a senhora apareceu e me jogou uma corda. Eu a segurei e comecei a subir aliviado. Quando estava quase saindo do poço, não sei por que a senhora soltou a corda e eu caí novamente no poço. Eu não sei o que significa isso. A senhora sabe? – Eu sei meu filho – ela respondeu. – Deus está me dizendo que não posso perder a esperança, e que devo continuar orando pela sua libertação e salvação.

Hoje é dia de continuar orando e confiando no Senhor. Se lhe faltam forças, faça como aquele pai: “Eu creio, Senhor! Ajuda a minha incredulidade”.

Vamos orar para que Deus nos ajude a sermos perseverantes na oração sem desfalecer jamais.

Crianças em Oração – Por mais esperança que o homem da nossa história tivesse, ele e seu filho já tinham passado por várias experiências de pedir ajuda e nada aconteceu. Quando Jesus finalmente ouviu o problema deles e perguntou o que eles queriam, aquele homem disse: “Se o Senhor puder, nos ajude”. Ele conhecia o poder de Jesus, mas estava com medo de que ninguém pudesse ajudá-lo. Jesus disse a ele que precisava confiar mais, ter mais fé. E o homem pediu: “Eu acredito, me ajude a acreditar mais!”. Jesus não só ajudou o menino a ficar bem; Ele também ajudou o pai a acreditar mais em seu poder.

Pense em Jesus. Você está com alguma dúvida sobre Ele? Compartilhe com o papai ou a mamãe sobre isso. Peça a eles que leiam a Bíblia com você e lhe expliquem o que você não conseguir entender. Ore por isso e peça a Deus que ajude você a compreender o que a Bíblia ensina.

#fiqueemfamília