A volta para casa

0
245

“Disse Jesus: Volta para tua casa e compartilha tudo quanto Deus fez por ti!”. (Lucas 8.39) 

Acabou a quarentena para aquele jovem que “não andava vestido, nem habitava em casa, mas nos sepulcros” (Lucas 8.27). Após o encontro com Jesus e sua libertação, ele aparece vestido, em seu juízo perfeito, assentado aos pés de Jesus. Chegou a hora de voltar para casa.

Voltar para casa para aquele jovem seria voltar a ser criança e aprender o caminho de casa. Voltar para casa é mais que transformar a casa num home office, é mais que esconder-se da pandemia.

Foi assim também com o Filho pródigo quando chegou a hora de voltar para casa. Para Henri Nouwen, em seu livro “A volta do Filho Pródigo”, o retorno daquele jovem era como um bebê voltando ao útero materno. Afinal, o que é o lar, senão o lugar onde estão os nossos afetos?

Voltar para casa é reaprender a convivência familiar. Receber amor e derramar o perdão. É compreender o que Deus fez em nossa história familiar.

Nestes dias estamos reaprendendo a andar mais devagar em casa, a desfrutar de mais tempo com aquilo que amamos e não com nossos compromissos, a compartilhar nossas experiências. Mais do que ficar em casa, precisamos “voltar para casa”.

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena