Um ato de amor

0
262

“… amou-os até o fim”. (João 13.1)

Chegou a hora! Chegou a hora de Jesus se despedir dos seus amigos. Como poderia demonstrar todo seu amor por eles?

Jesus olha para os pés dos seus discípulos. Pés empoeirados, cansados, calejados e feridos. Três anos percorrendo as terras da palestina – jornadas exaustivas no vale do Jordão, longas caminhadas nas estradas pedregosas de Samaria, viagens pelo deserto escaldante da Judéia, marcaram os pés daqueles homens ao longo dos anos.

Então, Jesus tirou a sua túnica, colocou um avental, pegou uma toalha, preparou uma bacia d’água e começou a lavar os pés. Um por um. Antes de hospitalidade, foi um ato de amor e carinho. Eles ainda andariam muito!

Quando criança, mamãe preparava uma bacia com água quente e sal e fazia um “escalda pés” para aliviar o cansaço dos pés.

Em tempos de lavar as mãos, esquecemo-nos de cuidar dos pés, principalmente dos outros. O que eu posso fazer para aliviar as dores de quem está em minha casa?

Jesus está prestes a fazer um ato maior por amor. Está se aproximando da cruz. Ali, as suas mãos e pés serão cravados no madeiro. Ali, demonstrará todo seu amor “até o fim”, até o último fôlego, até a última gota de sangue, até a última lágrima, até a última palavra.

A loucura do amor de Deus na cruz é a mensagem do evangelho nesta quarentena.

Uma Feliz Páscoa!

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena