Quarentena: tempo de recuperação da vida

0
131

“mas durante o sétimo ano a terra deve repousar diante do Senhor, sem ser cultivada.” Levítico 25.4

Hora de dar tempo à vida. Foi assim que o Senhor orientou o povo. Durante um ano, todos se alimentariam do que a própria terra produzisse. Ninguém seria dono da produção, mas serviria a todos.

A terra foi criada com seu tempo de descanso e as pessoas com seu horário de repouso. Mas, nossa sociedade desrespeitou a vida. Trabalhamos num grande frenesi, onde o ócio tornou-se pecado.

Trabalha-se freneticamente, vive-se um tempo de grande estresse. Desejamos uma felicidade através de coisas. A vida tornou-se uma correria.

Embora a terra necessite descansar, o ser humano não deixa ninguém sossegar. O tempo de repouso não tem espaço em nossos dias.

Fui criado em São Paulo, conhecida como “a cidade que não para” ou “a cidade que não dorme”. Num painel sobre terra, um produtor afirmou “há muitas terras improdutivas aqui”. Um indígena se levantou e disse: “O que você chama de improdutiva é a natureza trabalhando para nosso bem estar”.

A terra tornou-se nossa escrava e nós escravos de nós mesmos. Enquanto Deus ensina e proclama um ano de liberdade para a terra, para os animais e para nós mesmos.

A quarentena torna-se um tempo de recuperação da vida. Em descobrir que o relógio da vida precisa ser respeitado. Foi assim que Deus nos criou! A vida funciona assim! A terra agradece!

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena