Tem que participar!

0
72

“Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a vocês.” (Romanos 12.10)

Um dos clássicos da propaganda brasileira foi produzido em 1984, ganhador do Leão de Ouro em Cannes. O comercial mostrava um menino que acordava o pai para levá-lo ao jogo de futebol. No jogo ele ficava no banco até ao final. Quando entrava, recebia falta e machucava a perna. O pai invadia o campo e passava uma pomada no local atingido e, em seguida, ele batia a falta e fazia o gol. A propaganda terminava dizendo “Não basta ser pai, tem que participar, não basta ser remédio, tem que ser Gelol”
A igreja não precisa de uma pomada, simplesmente. A comunhão representa mais do que simples apertos de mão, tapinhas nas costas, amáveis sorrisos e calorosas boas-vindas, muito embora, isso seja bastante importante. Mas, o segredo está na palavra “participação”.
A palavra grega koinonia traz em seu significado a ideia de participação. Em alguns textos do Novo Testamento, a palavra koinonia foi traduzida por “participação” com o sentido de envolvimento pessoal, de socorrer o outro em suas necessidades.
Darry Robinson, no livro “Vida Total da Igreja”, afirma que “comunhão é uma espécie de amor vigoroso, que se atraca com garra na luta contra as dificuldades desagradáveis e irritantes que tendem a dividir o povo de Deus. A comunhão é a determinação de se amarem uns aos outros e permanecerem unidos”. Assim, Não basta ser membro da igreja, tem que participar.

Pr. Luiz Roberto e Loide

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here