Receita para estes dias de quarentena

0
279

“De dia, o Senhor envia o seu amor inabalável, e à noite o seu cântico está comigo, uma oração ao Deus da minha vida.” Salmo 42.8

Este Salmo me lembra à situação de Paulo e Silas na cidade de Filipos. Açoitados e levados para o interior da prisão, foram acorrentados e os pés amarrados no tronco. O que poderiam fazer naquela situação?

Sem sono, de madrugada, Paulo e Silas “oravam e cantavam hinos a Deus e os outros presos os escutavam” (Atos 16.25). Em vez de chorar, murmurar, reclamar ou praguejar, eles oravam e cantavam – Uma boa receita para estes dias de quarentena.

O lar não é uma cadeia, mas uma casa pode se tornar uma prisão, quando somos impedidos de entrar e sair. Nosso coração parece acorrentado, somos afligidos de dia e com insônia à noite.

Mas, o salmista pergunta a si mesmo: “Porque estás abatida ó minha alma? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação” (42.5,11).

Enquanto isso, na prisão, sobreveio um terremoto e “se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos”. (Atos 16. 26)

Então, eu vou orar e cantar bem alto para o mundo ouvir… Até que as portas da minha casa se abram novamente!

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena