A alegria voltou

0
74

“O que estivera morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou à sua mãe.” Lucas 7.15

Aquele era, sem dúvida alguma, o dia mais triste na vida daquela mãe. Mas aquela caminhada rumo ao cemitério não seria, ainda, a mais triste: a volta do cemitério é sempre pior. Na ida, a mãe ainda tinha o corpo do filho, mas na volta o vazio seria mais devastador.

Contudo, veja o que aconteceu: Jesus interveio e transformou toda a situação. O menino foi restituído vivo para sua mãe, que o levou para casa são e salvo. Aquela caminhada de volta do cemitério à casa, que deveria ser a mais triste de sua vida, tornou-se a mais feliz, pois ela se encontrou com Jesus e toda a alegria voltou!

Mas observe que há uma sequência na ação de Jesus: Ele vê uma mãe chorando, se importa com ela, se compadece daquela situação, se aproxima, toca no “problema” e fala ao menino, trazendo-o de volta à vida. Então, o menino se sentou e começou a falar!

Como igreja de Jesus, devemos imitá-lo sempre. Há muitos que sofrem com filhos em situações tão tristes, em tantos sentidos. Não podemos ser indiferentes ao sofrimento, à dor e às lágrimas de pais e mães por seus filhos. Precisamos não apenas olhar, mas ver com os olhos de Jesus, que se importa, se compadece, se aproxima, toca e fala palavras de vida.

Quando Jesus intervém, ainda hoje, por meio de sua igreja, seu povo missionário, Ele traz vida a tantas pessoas, abençoa tantas famílias, transforma tantas histórias. Ele devolve a alegria, a esperança e o sentido da vida. E aqueles dias que eram só tristeza se tornam os mais felizes de nossas vidas, na presença de Jesus. Creia nisso!

Vamos orar para que Deus nos dê e a nossos filhos sempre alegria, esperança e sentido de vida.

Crianças em Oração – Aquele era um dia triste para a viúva da cidade de Naim, mas Jesus o transformou em um dia alegre. Com seu filho de volta, ela poderia fazer planos novamente; não se sentiria mais sozinha e sem esperança. Imagine quantas coisas legais aquela mãe pôde fazer com seu filho, ao voltar para casa.

Você já observou a sua mamãe na cozinha? Já viu como algumas coisas que parecem não ser gostosas acabam ficando boas, quando combinadas com outras? O limão, por exemplo, é azedo. Mas se for combinado com água e açúcar vira uma limonada refrescante. A farinha de trigo sozinha não é gostosa para comer. Mas se misturar com leite, açúcar, ovos e fermento se transforma em um bolo delicioso. Se com essas combinações simples, transformações incríveis e deliciosas acontecem, imagine como deve ter sido a transformação que Jesus fez naquele dia.

Passe um tempo com a sua mamãe, diga a ela que você a ama e pergunte o que você pode fazer para deixá-la ainda mais feliz. Ore junto com ela e conte para Deus as coisas legais que vocês planejaram fazer durante o dia.

#fiqueemfamília