Placas Sinalizadoras

0
139

Os olhos do outrora menino, marejados, brilhavam de alegria ao fim do espetáculo. Alegria, satisfação, conquista e gratidão foram os sentimentos do autor da apresentação teatral. O teatro lotado. Era tanta gente que ele mal podia enxergar seu velho professor que já o acompanhava, lembrando-se do rapaz sonhador e com jeitão desleixado que se tornara um célebre autor teatral.

Após o término da peça, o senhor, com sua velha boina e óculos desgastados, estende a mão para cumprimentar seu aluno – o autor – que foi aplaudido de pé por longos minutos.

– Seus escritos notoriamente evidenciam uma cosmovisão.
O escritor, seu aluno, sorriu sem entender. E ao ver que o professor esperava uma resposta indagou:
– O que disse?
– Evidências de sua cosmovisão.
– Como assim?
– De uma perspectiva teo-referente você refletiu sua cosmovisão no espetáculo.

Pensar de maneira Teo-referente é considerar Deus como ponto último de referência para tudo. Ele é quem estabelece toda verdade; ele deseja que os homens conheçam a verdade; ele nos concede mentes curiosas e reflexivas para buscarmos a verdade, compreende-la e usa-la; ele nos concede o supremo privilégio de trabalhar em parceria com ele no processo de ensinar e aprender.

É preciso considerar que todos os homens possuem uma matriz (conduta) religiosa fundamental e inata (que pertence ao ser) em seus corações. Essa matriz foi afetada pela queda, por isso o homem vive em rebelião contra Deus. Quando o homem é regenerado por Deus, através do sacrifício de Cristo na cruz, essa matriz religiosa deve caracterizar-se pelo amor e submissão a Deus. Sendo assim, sua cosmovisão (visão de mundo) deve ser construída de forma a influenciar seus pensamentos e  atos  que irão refletir seus mais profundos pensamentos sobre Deus. Um coração regenerado pela Palavra e pelo Espírito deve ser consistente com a vontade de Deus, seus atos e contribuições para sociedade. Um coração ainda rebelde irá refletir prioritariamente suas intenções pecaminosas. Neste sentido, mentes regeneradas devem se envolver em todas as esferas da vida para que a Glória de Deus seja observada nos mais diversos aspectos cotidiano.

Foi assim na peça assistida pelo velho professor. Momentos de verdade em cada ato foram percebidos claramente por ele e apresentados aos seus espectadores. Estes atos foram permeados pela beleza construída nas verdades eternas aprendidas, vividas e amadas por seu autor e ensinados por Deus. Soli Deo Gloria!

Pr. Artur Coelho