Enquanto não nos vemos…

0
272

“Anseio vê-los, a fim de compartilhar com vocês algum dom espiritual, para fortalecê-los, isto é, para que eu e vocês sejamos mutuamente encorajados pela fé.” Romanos 1:11,12

Paulo não gostava de escrever cartas. Sempre, quando escrevia era por questão emergencial ou porque estava impedido de viajar. Ele preferia falar pessoalmente.

Deus também age assim: “Com Moisés falo face a face, claramente, e não por enigmas” (Nm 12:7,8). A carta aos Hebreus diz que Deus falou através dos profetas, mas foi filialmente (pessoalmente) que revelou seu amor a todos nós.

Lembro-me nos tempos do Seminário – o desejo de estar com a família. Mas o nosso único recurso era um telefone público. No final de semana uma fila de seminaristas se formava para usar o “orelhão”.

Hoje, com toda a tecnologia de comunicação – WhatsApp, Facebook, Instagram, celular – nada nos satisfaz sem a presença, o abraço, o falar e o sentir o outro.

O encontro pessoal é um confronto. Paulo demonstra que nada substitui o olhar face a face, pois denuncia o amor e o carinho da presença que fortalece e encoraja mutuamente.

Mas enquanto não nos vemos, que estas meditações diárias encorajem e fortaleçam os nossos corações. Pois, desejamos que em breve estejamos juntos numa grande celebração da vida.

Pr. Luiz Roberto

#memorialdequarentena